quarta-feira, 14 de outubro de 2009

Incidentes com os trens em debate










O deputado Paulo Ramos, líder do PDT na Alerj, presidiu reunião (14/10) da Comissão de Trabalho para discutir os incidentes com os trens no Rio de Janeiro. Participaram os Sindicatos dos Ferroviários, dos Metroviários, dos Policiais Civis, e dos Vigilantes, além de representantes de entidades dos profissionais dos transporte alternativo.

O secretário de transportes, Júlio Lopes, e o deputado Gilberto Palmares, também compareceram.

Ramos questionou, mais uma vez, as razões de o Governo do Estado ter de aportar investimentos no sistema de transporte ferroviário.

"O argumento para privatizar a ferrovia foi de que o Estado não tinha capacidade de realizar os investimentos necessários. Por que, agora, é preciso fazer?", perguntou.

O pedetista denunciou o que seria uma aliança entre a Fetranspor e os governos estadual e municipal, e lembrou que encaminhou representação ao minsitério Público para investigar o Detro.

"Hoje, no Rio de Janeiro, em relação ao transporte, está prevalecendo a força política e o poder econômico da Fetranspor em todos os modais", disse o deputado.

Os deputados, juntamente com o secretário Júlio Lopes e as representações sindicais, visitarão as instalações da Supervia e trechos da rede. Ramos quer que seja feita uma reconstituição dos incidentes com os trens. Ele não acredita na hipótese de sabotagem ou de "atentado terrorista".

"É preciso esclarecer muito bem essa história, até mesmo para que a população não fique assustada com essas especulações"