quarta-feira, 14 de outubro de 2009

Incidentes com os trens em debate










O deputado Paulo Ramos, líder do PDT na Alerj, presidiu reunião (14/10) da Comissão de Trabalho para discutir os incidentes com os trens no Rio de Janeiro. Participaram os Sindicatos dos Ferroviários, dos Metroviários, dos Policiais Civis, e dos Vigilantes, além de representantes de entidades dos profissionais dos transporte alternativo.

O secretário de transportes, Júlio Lopes, e o deputado Gilberto Palmares, também compareceram.

Ramos questionou, mais uma vez, as razões de o Governo do Estado ter de aportar investimentos no sistema de transporte ferroviário.

"O argumento para privatizar a ferrovia foi de que o Estado não tinha capacidade de realizar os investimentos necessários. Por que, agora, é preciso fazer?", perguntou.

O pedetista denunciou o que seria uma aliança entre a Fetranspor e os governos estadual e municipal, e lembrou que encaminhou representação ao minsitério Público para investigar o Detro.

"Hoje, no Rio de Janeiro, em relação ao transporte, está prevalecendo a força política e o poder econômico da Fetranspor em todos os modais", disse o deputado.

Os deputados, juntamente com o secretário Júlio Lopes e as representações sindicais, visitarão as instalações da Supervia e trechos da rede. Ramos quer que seja feita uma reconstituição dos incidentes com os trens. Ele não acredita na hipótese de sabotagem ou de "atentado terrorista".

"É preciso esclarecer muito bem essa história, até mesmo para que a população não fique assustada com essas especulações"

quinta-feira, 24 de setembro de 2009

segunda-feira, 21 de setembro de 2009





Pelo menos 150 trabalhadores (as) e diversas representações sindicais participaram da audiência pública no Plenário da Alerj. O deputado Paulo Ramos residiu a audiência. O encontro discutiu o salário mínimo regional. Os trabalhadores querem o cumprimento das faixas salariais e a melhoria geral das remunerações.

terça-feira, 15 de setembro de 2009

Deputado Paulo Ramos solidário com profissionais do transporte alternativo




O deputado Paulo Ramos, líder do PDT na Alerj, visitou, no início da tarde de hoje (15/9), o "ponto final" das vans na Avenida Francisco Bicalho. Ramos conversou com os profissionais e constatou os transtornos que esse "ponto final" causou. Os problemas de transporte e deslocamentos da população que já eram muitos, agora ficaram piores:
- É preciso rever essa situação. Essas pretensas mudanças estão trazendo enormes problemas à vida dos trabalhadores. A categoria continua mobilizada e vamos seguir na luta, afirmou o deputado.


terça-feira, 1 de setembro de 2009

Paulo Ramos ao lado dos professores




Os professores estaduais cercam a Alerj, 1/9, para protestar contra a mensagem do governador Sérgio Cabral que dilui o pagamento da gratificação do Nova Escola e diminui o chamado interstício de 12,5 para 7,5%.






segunda-feira, 31 de agosto de 2009

Dirigentes sindicais debateram mensagem sobre educação


O deputado Paulo Ramos, líder do PDT na Alerj, recebeu em seu programa semanal na TV Alerj a presidenta da União dos Profissionais em Educação Pública do Rio de Janeiro (UPPES-Sindicato), Teresinha Machado, e o diretor do Sindicato dos Profissionais de Educação do Rio de Janeiro - SEPE-Rio, Tarcísio Motta.
Os dirigentes sindicais esclareceram suas discordâncias com a mensagem do Governo e conclamaram os professores à mobilização. Paulo Ramos lembrou as promessas de campanha:
- O então candidato não apenas prometeu em comícios ou programas de TV, mas enviou carta para a casa de todas os professores. Agora, contraria as promessas ao diluir o pagamento da gratificação da Nova Escola ao longo de seis anos e não contempla o reajuste pretendido.
A mensagem está na pauta da Alerj de amanhã, 1/9/2009.

quinta-feira, 27 de agosto de 2009

Paulo Ramos defende Hospital Carlos Chagas




O deputado Paulo Ramos, líder do PDT na Alerj, presidiu reunião, 27/8, da Comissão de Trabalho, no Auditório Nélson Carneiro, para discutir a crise do Hospital Carlos Chagas, em Marechal Hermes. O encontro reuniu médicos, profissionais da saúde, líderes comunitários, sindicais, além de representantes da Secretaria de Saúde, da Procuradoria do Estado e da Defensoria Pública.
O Carlos Chagas atravessa uma profunda crise que ocasionou o fechamento de importantes unidades como a ortopedia e a ginecologia. Paulo Ramos, que na parte da manhã participou da manifestação no hospital, quer providências imediatas para recuperar essa importante unidade hospitalar:
- Primeiramente, é preciso esclarecer o que está acontecendo. O Hospital Carlos Chagas é um dos mais importantes do Rio de Janeiro e não pode continuar nessa situação. Os profissionais e a comunidade estão mobilizados e vamos lutar para reverter esse quadro, conclamou o pedetista.

(Na foto: à direita do deputado Paulo Ramos, o coronel BM Luis Maurício, da Secretaria de Saúde e André Benedito, representante da Associação dos Funcionários do Hospital Getúlio Vargas; à esquerda de Paulo Ramos, dr. André Ordacgy, da Defensoria Pública; dr. Aramis Costa Filho, diretor do Hospital Carlos Chagas e dra. Carmem Lúcia, da Procuradoria do Estado do Rio de Janeiro e dr. Jorge Darze, presidente do Sindicato dos Médicos do rio de Janeiro.)

segunda-feira, 24 de agosto de 2009

Paulo Ramos e ministro Carlos Lupi na Rocinha


O deputado estadual Paulo Ramos, líder do PDT na Alerj, acompanhou o ministro do trabalho e emprego, Carlos Lupi, hoje, 24/8, durante solenidade na Rocinha.
O ministro divulgou o relatório de atividades do 1º trimestre de 2009 do Programa Nacional de Microcrédito e fez o lançamento de um programa voltado para o fortalecimento do microcrédito no Brasil.
A visita foi acompnhada por centenas de moradores, ativistas e militantes comunitários.

TV Alerj debateu situação dos servidores do sistema penitenciário



TV Alerj debateu situação dos
servidores do sistema penitenciário

O deputado Paulo Ramos, líder do PDT na alerj, recebeu o presidente do Sindicato dos Agentes Penitenciários do Rio de Janeiro, Francisco da Rosa Rodrigues, em seu programa semanal na TV Alerj.
Eles debateram a situação funcional dos servidores e a imposição de revistas humilhantes e ultrajantes a que foram submetidos nas últimas semanas.
O líder do PDT considera que ningúem pode concordar com o excesso, nem ser conivente com o desrespeito aos direitos humanos:
- Não foi a primeira vez que isso aconteceu. Os servidores sofrem com essa intimidação. Não é razoável aceitar e não pode acontecer de novo, afirmou Ramos.
O presidente do sindicato relatou as acorrências de que foram vítimas os agentes penitenciários, obrigados a ficarem nus, inclusive algemados. Ele criticou duramente essas medidas e o modo como a direção do sistema vem tratando o assunto:
- Existe um mascaramento de certas questões. Existem ocorrências que são do interesse do sistema ocultar, enquanto outras são divulgadas, completou.





segunda-feira, 10 de agosto de 2009

Deputado Paulo Ramos quer ação efetiva contra a gripe suína


Deputado Paulo Ramos quer ação efetiva contra a gripe suína


O líder do PDT recebeu em seu programa semanal na TV Alerj o presidente do Sindicato dos Médicos do Rio de Janeiro, dr. Jorge Darze, e a presidenta da Associação dos Funcionários do Iaserj, dra. Marileá Ormond. Eles debateram a situação da saúde no estado e os motivos que levaram o Governo a fechar o Hospital São Sebastião, no Caju, especializado em doenças infecto-contagiosas.
Ramos criticou a falta de investimentos na saúde e o fechamento do São Sebastião como sérios agravantes para o alastramento da gripe suína.

terça-feira, 14 de julho de 2009

Teatro Municipal, 100 anos

Saúdo o Teatro Municipal na comemoração dos 100 anos.O teatro é a prova de que o melhor da cultura brasileira é produzido por instituições públicas. Do servidor da limpeza ao solista da Orquestra, do auxiliar administrativo à bailarina número um, a história do Municipal é a demonstração da possibilidade de se fazer cultura e arte com vocação pública. Mesmo porque a vida já se encarregou de mostrar que cultura é produto do coletivo, feita por todos e para todos.Felizmente, a luta dos servidores do Municipal com o apoio de deputados e amplos setores da sociedade foi vitoriosa. O teatro ficou livre da “gestão privada” através das Organizações Sociais – OSs.A história do Municipal é, também, a história de cada um de seus servidores, funcionários públicos dedicados, atentos e conscientes do seu papel social.Longa vida ao Teatro Municipal público e comprometido com a cultural e a arte brasileiras.
Deputado estadual Paulo Ramos, líder do PDT na Alerj

segunda-feira, 6 de julho de 2009

Paulo Ramos incentiva campanhas de doação de médula óssea e de sangue

O deputado Paulo Ramos recebeu em seu programa semanal na TV Alerj, 6/7, o médico Luis Fernando Bouzas, diretor do Centro de Transplante de Médula Óssea do Instituto Nacional do Câncer-INCA, e Beth Bacellar, ativista de movimentos por doações. O debate contribuiu para esclarecer aspectos importantes do cadastramento de doadores e dos procedimentos para a doação de médula óssea.
O líder do PDT propõe a ampliação das campanhas e defende maior compromisso do Poder Público:
- Podemos salvar vidas. O Estado está atuando nessa área, mas pode e deve atuar muito mais. Vamos estudar maneiras de aperfeiçoar a legislação para aumentar o número e a diversidade de doadores, afirmou.

quinta-feira, 2 de julho de 2009

Paulo Ramos participa de manifestação do transporte alternativo

O deputado Paulo Ramos discursa para os profissionais
do transporte alternativo na Avenida Nilo Peçanha, em frente ao MP
Paulo Ramos e os líderes da categoria ao final da reunião no MP

O deputado Paulo Ramos, líder do PDT na Alerj, acompanhou os líderes do movimento do transporte alternativo ao Ministério Público, que foram encaminhar uma representação contra irregularidades no edital do Detro. Após a reunião no MP, o pedetista participou de uma manifestação dos profissionais na Avenida Nilo Peçanha. Ramos denunciou o Detro e disse que o órgão deve ser investigado:
- Esse edital precisa ser anulado. Não é possível o corte de milhares de permissões que vão atirar no desemprego muitos trabalhadores. Vamos continuar lutando para instalar uma Comissão Parlamentar de Inquérico-CPI na Alerj, afirmou.
Após a concentração em frente ao prédio do MP, na Avenida Nilo Peçanha, os manifestantes se dirigiram em passeata ao Detro, na Rua do Rosário.









terça-feira, 30 de junho de 2009

Rodoviários querem manutenção de empregos

O deputado Paulo Ramos presidiu audiência pública da Comissão de Trabalho da Alerj, 30/6, que reuniu sindicatos e mais de 100 rodoviários da capital e do interior do estado. Eles reivindicam a manutenção da função de auxiliar de motorista (cobrador) que os patrões querem extinguir nos novos ônibus (micros e micrões). Nos últimos anos, Paulo Ramos já presidiu várias audiências para tratar desse tema:
- É uma dura luta. Os rodoviários enfrentam interesses poderosos. O fim do cobrador representa desemprego e insegurança. A população também é prejudicada, porque o motorista é obrigado a cumprir funções que o desviam de seu ofício. Isso traz riscos a todos, afirmou o líder do PDT.


segunda-feira, 29 de junho de 2009

Paulo Ramos e cônsul da Venezuela debatem América Latina

O deputado Paulo Ramos recebeu o cônsul da Venezuela no Rio de Janeiro, Edgar González Marin, em seu programa semanal na TV Alerj. Eles conversaram sobre a situação atual das relações entre os dois países e a importância do ingresso da Venezuela no Mercosul. Os dois protestaram contra o golpe em Honduras e defenderam a democracia e a luta pela soberania dos países latinos.

quarta-feira, 24 de junho de 2009

Paulo Ramos defende passe livre, de verdade, para os estudantes

Paulo Ramos participou da audiência pública da Comissão de Educação da Alerj, 24/6, e defendeu a fim das limitações ao passe livre estudantil.

Solidariedade aos profissionais do transporte alternativo

Solidariedade aos profissionais do transporte alternativo

"Lamento profundamente a forma como foram tratados os trabalhadores do transporte alternativo que reivindicavam pelos menos a preservação do número de concessões, deferido, em período anterior, pelo Poder Executivo.A manifestação em frente ao Palácio Guanabara, sob todos os aspectos, democrática, deveria merecer outro tratamento do Governo e da mídia.Sugiro ao jornal O Globo que investigue as relações espúrias que existem entre o Detro e a Fetranspor. Coloco-me à disposição para, através de documentos, fazer a comprovação.Além da perda dos postos de trabalho por parte dos trabalhadores do transporte alternativo, perde a população, habituada a escolher o meio de transporte de sua preferência para os seus deslocamentos".

Deputado Estadual Paulo Ramos
(Presidente da Comissão de Trabalho da Alerj e autor do requerimento de uma CPI para investigar irregularidades no Detro)

terça-feira, 23 de junho de 2009

Paulo Ramos apóia greve dos fazendários

O líder do PDT participou da manifestação dos fazendários do estado do Rio de Janeiro, hoje à tarde, 23/6, na esquina da Rua D. Manoel com o prédio da Alerj. Os fazendários estão em greve e querem ser recebidos pelo secretario de fazenda do Governo do Estado.


Ramos e servidores contra o desmonte do serviço público

Paulo Ramos presidiu audiência pública da Comissão de Trabalho, 23/5, que discutiu o desmonte do serviço público através de uma série de medidas que estão senod tomadas pelo governo estadual. Participaram da audiência entidades e associações representativas dos funcionários públicos.

Debate sobre situação dos doentes mentais

Programa da TV Alerj debateu a situação dos doentes mentais e de seus familiares. O deputado Paulo Ramos recebeu a dra. Fátima Vasconcelos, presidente da Associação Psiquiátrica do Rio de Janeiro e o dr. Paulo Ferreira Barbosa, psiquiatra do Ministério da Saúde.

quarta-feira, 17 de junho de 2009

O projeto das OSs é imprestável!

Pronunciamento do deputado estadual Paulo Ramos, líder do PDT na Alerj, feito em 16/6/2009, no Plenário da Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro, sobre o projeto que transfere às organizações sociais (ONGs) a gestão da área de cultura do Estado do Rio de Janeiro.

"Esse projeto de OS é imprestável.
A cultura é uma expressão espontânea da sociedade e é preciso que o poder público crie mecanismos de estímulo para que o povo possa se manifestar, possa se expressar através da música, do teatro, da dança, da pintura, de todas as formas de manifestação cultural da alma humana. Por que procurei conhecer as pessoas que giram em torno desse projeto? Em função do absurdo que ele encerra. Tomo conhecimento de que há no Ministério Público uma investigação. Há no Ministério Público um inquérito civil que, se ainda não chegou a determinadas conclusões – seguramente a elas vai chegar –, pelo menos demonstra que as envolvidas, não só a Dalal Aschar, uma figura de renome na cultura, mas também a própria Adriana Rattes e Carla Camurati, todas elas, são sócias de empresas destinadas ao comércio da cultura. Existe uma diferença entre o comércio da cultura e a cultura pública, mas elas são dedicadas ao comércio da cultura, são empresárias. Se uma, a Dalal Aschar, alcançou a notoriedade, as outras, em termos empresariais, não alcançaram igual sucesso. Mas é preciso dizer que Dalal Aschar alcançou sucesso com o uso – e, talvez, o abuso – do Theatro Municipal. Constam aqui as empresas das quais elas são associadas. São interessadas empresarialmente nesse projeto. Esta Casa não pode se conformar, primeiro, com o projeto em si e, muito mais ainda, com o projeto depois da retirada do Theatro Municipal, porque ele continua nocivo ao sentido maior da cultura pública – é lesivo, como diz o amantíssimo Deputado Caetano Amado, ao interesse público. Consta aqui uma chamada Associação de Amigos do Theatro Municipal. Amigos de quê? Não sei, mas está aqui documentado como é feita a distribuição dos recursos em um contrato de patrocínio com a Petrobras, usando-se o Theatro Municipal. Não usa o pessoal do Theatro Municipal, o corpo funcional, coro, orquestra, dança; usa fragmentos, mas distribuindo recursos principalmente entre aqueles que compõem o mesmo grupo ou são pelo grupo seduzidos. Rotineiramente, são profissionais da cultura que não guardam nenhum vínculo com o Theatro Municipal, mas um é destacado aqui, o próprio diretor da instituição, um maestro de renome que, estando o prédio em obras, e mesmo quando não estava, quase não permanecia no Rio de Janeiro. Dirigia o Theatro Municipal viajando pelo mundo. Já ouvi até uma ou outra pessoa mais perversa dizer que ele seguramente está assessorando o Governador do Estado nos périplos que faz pelo mundo, o que tem sido frequente. O diretor do Theatro Municipal, maestro, também é contemplado com a distribuição dos recursos. Aliás, em cada caso, a ópera tal, tal. Aí, vem lá: diretora, Carla Camurati, 60 mil; Cica Modesto, não sei quantos mil, cada uma deles abocanhando um pedaço. De qualquer maneira, não me parece razoável que o projeto prospere, mesmo depois de retirado o Theatro Municipal. Não é possível, porque a escola pública de teatro, a escola pública de música, isso tudo vai ser desviado para uma OS. Quantos oriundos das camadas populares hoje são renomados e passaram pela escola pública? Quantos músicos? Quem vai ter dinheiro? Vai ser o Estado que vai pagar os gestores? Como isto vai acontecer? E o Teatro Armando Gonzaga? E o Teatro Arthur Azevedo? E a Sala Cecília Meireles que, aliás, também tem uma associação de amigos? Não conheço nenhum parlamentar – nenhum, nem eu – que tenha procurado conhecer as entranhas da manipulação. Mas agora, com essa mensagem absurda, estamos procurando conhecer as entranhas. Acredito que, de toda a área cultural, só alguns equivocados aqui vieram defendendo o projeto. Pelo que eu soube, até o Martinho da Vila, que esteve aqui, quando ouviu as explicações, saiu um pouco arrasado, já desistiu de participar. Daquele encontro, seguramente, foi a figura mais popular que aqui compareceu para dar apoio ao projeto. Até ele já estaria assustado com tudo de que tomou conhecimento, depois de ter aqui comparecido. Tenho certeza de que a maioria esmagadora de todos aqueles que se dedicam à cultura no nosso Estado, e se dedicam sinceramente, estão dizendo ao Governador Sérgio Cabral: fora Adriana Rattes, fora Carla Camurati, fora todos aqueles que querem se aproveitar da cultura pública para interesses privados. Eu disse aqui que o projeto ia criar um monstro com corpo público e cabeça privada. Certamente, é isto que eles representam".

terça-feira, 9 de junho de 2009

Paulo Ramos preside audiência pública sobre fazendários do Rio de Janeiro

O deputado Paulo Ramos presidiu audiência pública (9/6) no plenário da Alerj para discutir a situação dos fazendários. Eles reivindicam o pagamento da retaf e plano de cargos, carreiras e salários. Mais de 500 pessoas compareceram à audiência.

sábado, 6 de junho de 2009

Paulo Ramos defende alternativa popular e de esquerda para 2010



O deputado Paulo Ramos, líder do PDT na Alerj, defendeu o debate franco entre os partidos populares e de esquerda para a definição de um programa comum e de uma alternativa eleitoral para o pleito de 2010 no Rio de Janeiro.
Ramos participou na manhã do sábado (6/6) do ato político, no sindicato dos Portuários, onde o tema foi debatido por representantes do PDT e do PT. Mais de duas mil pessoas participaram do evento. Muitas caravanas vieram da Baixada e do interior do Estado.
(na foto, Paulo Ramos discursa ao lado do prefeito de Nova Iguaçu, Lindberg Farias, e do deputado do PDT, Wagner Montes - fotos de Flávio Ferreira)

quinta-feira, 4 de junho de 2009

Twitter deputado Paulo Ramos_4/6/2009

Paulo Ramos está inclinado a pedir CPI para investigar veículos de comunicação que não tratam informação e matérias de modo ético from web

Paulo Ramos critica ausência de O Globo na reunião que ouviu o ten.cel. Neves, ex-comandante do BEP, hoje (4/6), na Alerj. from web

Paulo Ramos critica no Plenário cobertura de O Globo no episódio do Batalhão Especial Prisional da PM from web

terça-feira, 2 de junho de 2009

Twitter Paulo Ramos, 02/6/2009

Paulo Ramos quer implantação de mais uma delegacia em Campo Grande. Indicação legislativa é votada hoje, 2/6. from web

Paulo Ramos visita instalações do Estaleiro Sermetal para verificar condições de trabalho, 2/6, 14h. from web

Tenente-coronel Genésio Lisboa Neves Júnior, ex-comandante do BEP, irá depor na Comissão de Segurança da Alerj, 4/6, 9h30, sala 311. from web

sexta-feira, 29 de maio de 2009

Nota do deputado Paulo Ramos

29/5/2009

Nota do Deputado Estadual Paulo Ramos

Comunico aos companheiros do PDT, considerando o momento atual e suas implicações, que estou me desvinculando de qualquer corrente partidária envolvida em qualquer luta interna, qualquer que seja a sua denominação.
Comunico, também, a minha disposição de não mais integrar qualquer posição dentro da estrutura interna do partido, tanto na esfera Municipal, quanto na Estadual e Federal, salvo as decorrentes do exercício do mandato de Deputado Estadual, de onde continuarei defendendo e lutando pelas bandeiras trabalhistas e socialistas, até que sejam criadas condições verdadeiramente democráticas e fraternas de participação e convivência.

Deputado Estadual Paulo Ramos

terça-feira, 26 de maio de 2009

Audiência pública critica tentativas de privatização da CEDAE em municípios

O deputado Paulo Ramos presidiu audiência pública (25/5), na Alerj, que discutiu as tentativas de privatização dos serviços de saneamento no interior do estado. Os debates foram sobre os município deTeresópolis, Macaé, Rio das Ostras e Itaboraí. Dezenas de trabalhadores da CEDAE, muitos deles integrantes da Unidade Sindical Trabalhista -UST compareceram e protestaram contra as privatizações e as ameaças de perda de postos de trabalho e direitos trabalhistas.

quinta-feira, 21 de maio de 2009

Pescadores fluminenses se reúnem com Paulo Ramos

Um grupo do Sindicato de Pescadores do Interior do Rio de Janeiro e a Cooperativa de Pescadores de Magé se reuniram com Paulo Ramos e o chefe de gabinete, Renan Lacerda, para discutir as reivindicações da categoria. Quinta-feira, 21/5, no gabinete.

Audiência pública reivindica reparação para negros e índios

Paulo Ramos presidiu audiência pública, realizada em 20/5, no Auditório Nélson Carneiro, na Alerj, que discutiu a reivindicação de reparação para negros e índios. Trata-se de demanda histórica devida aos séculos de opressão, escravidão e exclusão dessas populações brasileiras.

quarta-feira, 20 de maio de 2009

Emoção e protesto na homenagem aos 100 anos do Teatro Municipal



Centenas de servidores do Teatro Municipal, da Funarj e da cultura estadual participaram da homenagem aos 100 anos da instituição nessa quarta-feira, 20/5, no Plenário Barbosa Lima Sobrinho, na Alerj. A emoção foi a tônica da solenidade que teve apresentação do coro, da orquestra e do balé. Os pronunciamentos de parlamentares e dirigentes das associações representativas dos servidores lembraram a história e a tradição do Teatro. A palavra de ordem foi a defesa da cultura pública e a disposição de lutar contra o projeto que pretende "privatizar" e entregar às Organizações Sociais (ONGs) a gestão do setor no Estado do Rio de Janeiro.
O evento foi presidido por Paulo Ramos, presidente da Comissão de Trabalho da Alerj.

Acompanhe www.twitter.com/pauloramos

Servidores da Cultura vão protestar contra projeto que transfere gestão do setor para OSs. from web

Paulo Ramos presidirá solenidade em homenagem aos 100 anos do Teatro Municipal. Hoje, 14h30, Plenário da Alerj. from web

Paulo Ramos critica projeto do Governo Estadual que cria OSs para gerir cultura do Rio de Janeiro from web

Diploma vai ser debatido também em audiência pública no interior do estado from web

segunda-feira, 18 de maio de 2009

Audiência sobre diploma mobilizou entidades, jornalistas, professores e estudantes


Paulo Ramos presidiu audiência pública (18/5, 14h) que debateu a importância do diploma para o exercício profissional do jornalista. Os sindicatos dos jornalistas da capital e do interior, Fenaj, Associação Juízes pela Democracia, coordenações de jornalismo das faculdades Gama Filho, Suam, UniverCidade, PUC, Hélio Alonso e Estácio, entre outras entidades participaram do encontro.
O líder do PDT encerrou a audiência defendendo a criação da Frente Estadual em Defesa do Diploma. Foi aprovado também a realização de uma audiência pública no interior do estado.

Moradores do Recreio participam de audiência pública


O deputado Paulo Ramos preside audiência pública (18/5) na Alerj para debater a política de demolições de construções consideradas irregulares pela Prefeitura do Rio. Ramos defendeu o direito à moradia de famílias que residem há muitos anos no Recreio. Ele criticou as ações do "choque de ordem" patrocinado pelo governo municipal

sexta-feira, 15 de maio de 2009

Paulo Ramos preside audiência dos operadores de telemarketing

Sexta-feira, 15/5, audiência pública na sala 316, Palácio Tiradentes, Alerj.

terça-feira, 12 de maio de 2009

Paulo Ramos questiona secretário Beltrame

Na reunião da Comissão de Defesa Civil, o deputado Paulo Ramos questionou o secretário de segurança, José Mariano Beltrame, sobre as declarações de que 25% da corporação dos Bombeiros Militares seriam integrantes de milícias.
Ramos manifestou solidariedade aos bombeiros, considerada pela população uma das instituições mais respeitados do Rio de Janeiro.

segunda-feira, 11 de maio de 2009

www.twitter.com/pauloramos........siga Paulo Ramos

CCJ avalia PLs de Paulo Ramos: criação do Museu Afro-Religioso e registro de cães e gatos. Amanhã, na Alerj. from web
Beltrame esclarece declarações sobre participação de bombeiros em milícias. Amanhã, 12/5, na Alerj. from web
Vans protestam contra Sérgio Cabral. Amanhã, 12/5. from web
TV Alerj debate situação dos demitidos do SAMU from web
Paulo Ramos participou de protesto contra demolições no Recreio from web

TV Alerj debate situação dos demitidos do SAMU

O deputado Paulo Ramos recebeu nesta segunda-feira na TV Alerj o condutor socorrista demitido da SAMU, César Roberto, e o dr. Edson Cesar Coelho, médico socorrista do SAMU.
O programa debateu a importância da readmissão do pessoal demitido como forma de garantir atendimento de alta qualidade aos casos de urgência médica no município do Rio de Janeiro. Os entrevistados esclareceram como funciona o serviço e falaram sobre o dia a dia dos socorristas. A gravação da entrevista foi assistida nos estúdios da TV Alerj por vários ex-funcionários do SAMU.
Paulo Ramos reafirmou, de novo, o seu compromisso com a luta dos trabalhadores do SAMU.

sexta-feira, 8 de maio de 2009

Paulo Ramos quer solução para demitidos do SAMU

Cerca de 200 demitidos do Serviço de Assistência Médica de Urgência-SAMU compareceram a audiência pública da Comissão de Trabalho da Alerj, presidida pelo deputado Paulo Ramos.
Os trabalhadores lutam pela retomada de seus empregos. Ramos defendeu a necessidade de o
Governo Estadual encontrar uma solução, já que permanece a necessidade de profissionais para esse tipo de atendimento.

quarta-feira, 6 de maio de 2009

Informes www.twitter.com/pauloramos

Ramos conclama mobilização de mulheres para fazer valer a lei que garante dia de folga para o preventivo anual
less than 20 seconds ago from web
Plenário da Alerj: Ramos diz que recursos que poderiam ir para pandemia de gripe suína beneficiam grande capital internacional
7 minutes ago from web
Ramos defende anistia de dívidas de IPVA e redução do imposto para carros flex

terça-feira, 5 de maio de 2009

Paulo Ramos na Comissão de Direitos Humanos

O deputado Paulo Ramos participou, hoje pela manhã, 5/5, da reunião da Comissão de Direitos Humanos. As 13 horas, compareceu à reunião da comissão de Constituição e Justiça

segunda-feira, 4 de maio de 2009

Paulo Ramos defende bombeiro civil


Audiência pública na Alerj, 04/5/2009, Paulo Ramos, presidente da Comissão de Trabalho defendeu melhorias salariais para a categoria dos bombeiros civis e vigilantes. Ao lado de Ramos, o presidente da Federação dos Vigilantes, Fernando Bandeira.

quinta-feira, 30 de abril de 2009

Homenagem a Brizola no youtube

http://www.youtube.com/watch?v=B6OtZYaeBng
http://www.youtube.com/watch?v=KEpXJNsRJQk
http://www.youtube.com/watch?v=a9Ao1g0h4zw

Homenagem a Leonel Brizola 1ª, 2ª e 3ª e última parte - Iniciativa do Deputado Estadual Paulo Ramos do PDT Rio de Janeiro, 29 de Abril de 2009 - Plenário da ALERJ - Assembléia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro.
Clips filmados pelo fotógrafo Paulo Resende

Paulo Ramos e Leonel Brizola Neto solidários com Jackson Lago

Foto: José Paulo de Resende

Na emocionante homenagem a Brizola, na Alerj (29/4/2009), Paulo Ramos e o vereador Leonel Brizola Neto denunciaram a trama da família Sarney que culminou com a cassação do mandato do governador do Maranhão, Jackson Lago:

- Chega a ser uma piada de salão, disse o vereador.

- Um absurdo, principalmente quando nos lembramos da dinheirama encontrada com o marido de Roseana, disse Paulo Ramos.

Mais de 300 pessoas compareceram ao Plenário Barbosa Lima Sobrinho para saudar e lembrar do grande líder e fundador do PDT, Leonel Brizola.
(na foto, a deputada Cidinha Campos, o veredaor Leonel Brizola Neto e o deputado Paulo Ramos)

terça-feira, 28 de abril de 2009

Paulo Ramos critica privatização

Audiência Pública discutiu deficiências e
falta de qualidade nos serviços da Supervia

O líder do PDT, deputado Paulo Ramos (na foto, ao centro), presidiu a audiência e criticou o modelo econômico que produziu as privatizações:
- A situação chegou a um ponto grave e não podemos ocultar o significado dessas privatizações. Foi um modelo importado que fracassou lá fora. Tentaram ter aqui os ganhos que não tiveram em seus países de origem, afirmou Ramos.

sábado, 25 de abril de 2009

Telemarketing em Debate

Segunda-feira, 27/4/2009, Paulo Ramos na TV Alerj, debate com a pres. do Sind. dos Operadores de Telemarkting, Bernardete Santos: condições de trabalho do setor que não andam nada boas. Comparecerão também operadores que vão descrever o que é o dia a dia com um telefone sem para de falar.........

quarta-feira, 22 de abril de 2009

CPI para investigar distribuição de remédios falsos

O deputado Paulo Ramos, líder do PDT na Alerj, apresentou requerimento para a instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito com o objetivo de investigar a distribuição de 170 toneladas de medicamentos falsificados, pirateados e contrabandeados. O mais grave é que 90% desses medicamentos eram vendidos nas farmácias e drogarias regularizadas.

terça-feira, 14 de abril de 2009

Homenagem a Leonel Brizola
Em defesa de sua história


O Partido Democrático Trabalhista-PDT, por iniciativa do deputado estadual Paulo Ramos, líder do partido na Assembléia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro, vai realizar sessão solene na Alerj em desagravo à memória de Leonel Brizola.
O líder trabalhista foi atacado covardemente nas matérias publicadas no jornal O Globo, no final de março, o que causou profunda indignação aos militantes, ativistas, simpatizantes e admiradores do fundador do PDT. Do mesmo modo, nacionalistas, patriotas, democratas e os milhões de cidadãos fluminenses e brasileiros que conheceram e amaram Leonel Brizola sentiram-se atingidos por essas aleivosias.
A homenagem vai lembrar à sociedade as lutas, os embates e os ideais do grande brasileiro que, ao longo de sua honrada trajetória de vida e de luta, foi atacado, vilipendiado e vasculhado de todos os modos.
Para o deputado Paulo Ramos, as idéias e a força do pensamento de Brizola são indestrutíveis e aqueles que tentam de todas as formas desonrá-lo não conseguem:
- De tempos em tempos, voltam ao ataque, requentam velhas mentiras, desencavam invencionices e intrigas. Por isso, homenagear Brizola será, de novo, fazer ver a seus detratores, que o projeto pelo qual ele dedicou todas as suas energias continua de pé. Que a luta árdua por uma nação independente, soberana e justa com seu povo permanece a bandeira da imensa maioria dos brasileiros, afirmou o pedetista.
A solenidade terá a presença do ministro Carlos Lupi, presidente licenciado do PDT; do senador Cristovam Buarque; do líder do PDT na Câmara dos Deputados, Brizola Neto; do líder do PDT na Câmara dos Vereadores do Rio de Janeiro, Leonel Brizola Neto; além de deputados, vereadores, dirigentes partidários e militantes do PDT.
Parlamentares, líderes políticos do PMDB, PT, PCdoB e de outros partidos, dirigentes sindicais e comunitários também comparecerão.

Sessão Solene
Dia 29 de abril de 2009
18h30
Plenário Barbosa Lima Sobrinho, Palácio Tiradentes, Alerj

terça-feira, 7 de abril de 2009

Reunião do Diretório Municipal do PDT/RJ


Na foto, Paulo Ramos acompanha o pronunciamento do vereador Leonel Brizola Neto.
Ramos defendeu a unidade partidária e o respeito à democracia interna. De novo, criticou as matérias do jornal O Globo que atacaram Leonel Brizola.